Gestão de pessoas por competência

Horário: 14h - 18h
Número de vagas: 45

Ementa: Unidade de informação como um organismo vivo; Tipologias de organizações; Conceitos teóricos da abordagem das competências; Gestão de pessoas por competências (GPC); Iniciativas em GPC no setor público e privado brasileiro, em especial o Decreto 5.707, de 23/02/2006; Instrumentalização da GPC; Métodos e técnicas para mapeamento de competências; Desenvolvimento e avaliação das competências individuais.
Objetivo: Introduzir a abordagem das competências na gestão de unidades e de profissionais da informação. Compreender a unidade de informação como um organismo vivo. Conhecer os conceitos teóricos da gestão de pessoas por competências. Analisar as iniciativas de gestão de pessoas por competências no contexto das unidades de informação. Conhecer os diferentes perfis de aprendizagem individual. Mapear o contexto de atuação do profissional da informação e as competências necessárias a essa atuação profissional.
Conteúdos:
Abordagem das competências aplicada à gestão de unidades e profissionais da informação. Instrumentalização da gestão de pessoas por competências. Perfil de aprendizagem. Espaço ocupacional do profissional da informação e competências necessárias a essa atuação. Mapeamento de competências e seus desdobramentos para a gestão de pessoas em unidades de informação.
Metodologia e Recursos: Aula expositiva; Discussão em grupo; Apresentação de vídeos; Exercícios práticos em grupo. Recursos: Projetor multimídia (Apresentação em PowerPoint e vídeos); Artigos indicados para o treinamento; Gabaritos para a realização de exercícios práticos.

Ministrante: Roniberto Morato do Amaral

Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos. Professor Adjunto da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), vinculado ao Departamento de Ciência da Informação. Atuação em Ciência da informação, Gestão de unidades de informação, Gestão de pessoas por competência, Inteligência competitiva e Indicadores de C&T.

Bibliografia indicada:
AHMED, P. K. Culture and climate for innovation. European Journal of Innovation Management, v. 1, n.1, 1998, pp. 30-43.
AMARAL, R. M. et al . Modelo para o mapeamento de competências em equipes de inteligência competitiva. Ci. Inf., Brasília, v. 37, n. 2, Aug. 2008 .
AMORIM, I. R.; AMARAL, R. M. Mapeamento de competências em bibliotecas e unidades de informação. Perspect. ciênc. inf., Belo Horizonte, v. 16, n. 2, June 2011 .
ARTHUR, M. B.; ROUSSEAU, D. M. The boundaryless carrer: a new employment principle for a new organization era. New York: Oxford University Press, 1996.
BRANDÃO, Hugo Pena; BAHRY, Carla Patricia. Gestão por competências: métodos e técnicas para mapeamento de competências. Revista do Setor Público, Brasília, v. 56, no 2, p. 179-194, abr/jun 2005.
CARVALHO, A. I. Escolas de governo e gestão por competências: mesa-redonda de pesquisa-ação. Brasilia: ENAP, 2009. p. 109.
DUTRA, J. S. Competências: conceitos e instrumentos para a gestão de pessoas na empresa moderna. São Paulo: Atlas S.A., 2004.
FLEURY, M. T. L.; FLEURY, A. C. C. Construindo o conceito de competências. Revista de Administração Contemporânea (RAC), v. 5, p.183-196, 2001.
HAMEL, G.; PRAHALAD, C. K. The core competence of the corporation. Havard Business Review, v.68, n.3, p.79-91, May-June 1990.
Le BOTERF, G. Desenvolvendo as competências dos profissionais. Tradução Patricia Chittoni Ramos Reuillard. Porto Alegre: Artmed, 2003. 278 p.
ZARIFIAN, P. Objetivo competência: por uma nova logica. Tradução de Maria Helena C. V. Trylinski. Sao Paulo: Atlas, 2001. Tradução de: Objectif competence.